Serpentin Vert - Jorge Nesbitt

17 Dezembro 2021 - 29 Janeiro 2022

A galeria Rui Freire – Fine Art tem o gosto de anunciar o seu mais recente projeto de publicação e produção de edições limitadas de artistas, intitulado Orfeu. A Orfeu tem por objetivo criar peças que se encontrem na intercessão entre a obra de arte, o design e o objeto. Este projeto pretende lançar o desafio aos artistas para desenvolverem peças diferentes daquelas que habitualmente produzem, explorando assim outras formas de expressão criativa, questionando as práticas individuais, não se limitando a uma determinada linguagem visual. A Orfeu trabalha em colaboração direta com artistas e artesãos e em peças elaboradas com excelência.

 

A primeira edição que a Orfeu apresenta é um diorama e livro ilustrado pelo artista Jorge Nesbitt de um conto de Marie-Catherine d’Aulnoy intitulado Serpentin Vert.

 

Marie-Catherine Le Jumel de Barneville, Baronesa d'Aulnoy, nasceu em Barneville-la-Bertran em 1651 e morreu em Paris, em 1705. É considerada uma das escritoras que deu origem ao género literário do conto maravilhoso. Nestes contos incutia um espírito subversivo através de alegorias e sátiras, ao contrário de outros autores como Charles Perault que desenvolveu um estilo mais polido. A sua obra literária é frequentemente comparada com a de Jean de La Fontaine pelas críticas mascaradas à corte e à sociedade francesa no século XVII. Quando se referiu às suas obras como contes de fée (conto de fadas), criou a expressão que é agora utilizada genericamente para definir este género literário.

 

A história começa quando uma rainha, que recentemente dera à luz gêmeas organiza uma cerimónia de apresentação das recém-nascidas. Todas as fadas do reino são convidadas para abençoar as crianças, à exceção da cruel Magotine, irmã da famosa Carabosse. Ofendida por não ter sido convidada, irrompe furiosa com tamanha falta de consideração. Decide então amaldiçoar a mais velha das duas princesinhas – Laideronnette - e condena-a a tornar-se a pessoa mais feia do mundo.

 

Os anos passam, Laideronette cresceu inteligente mas solitária. Tal é o seu infortúnio, ao ser a pessoa mais feia do mundo, que pede para morar numa torre e não ser vista por ninguém. Num breve e raro passeio no exterior encontra Serpentin Vert que se começa a interessar por ela. Apavorada com aquela medonha criatura foge, sendo acidentalmente arrastada para o mar. Serpentin Vert aparece para a ajudar, mas ela quase morre ao recusar a sua ajuda...

 

Serpentin Vert é um dos contos de fadas de Marie-Catherine d´Aulnoy que mais fascinam os leitores. Gustave Flaubert recorda ter colorido a ilustração deste conto quando era criança e Maurice Ravel dedicou um dos cinco movimentos de Ma Mère L'Oye a "Laideronnette, Impératrice des Pagodes". Este conto ocupa um lugar privilegiado nos estudos críticos sobre Marie-Catherine d´Aulnoy em três orientações principais: a abordagem psicanalítica, a abordagem dos estudos do gênero, e a abordagem paródica da obra.

 

A exposição Serpentin Vert – Jorge Nesbitt vs Orfeu fica patente na galeria entre os dias 16 de Dezembro de 2021 e 29 de Janeiro de 2022. Serão apresentados a edição especial constituída por uma caixa que inclui o diorama, uma gravura e o livro de Marie-Catherine d'Aulnoy publicado originalmente em 1698, ilustrado pelo artista Jorge Nesbitt. Serão também apresentadas nessa ocasião, as nove gravuras criadas especialmente para o livro. Esta edição especial é limitada a 25 ex + 4 PA. Cada diorama é constituído por gravuras recortadas e montadas em estrutura de carvalho. Cada exemplar é entregue assinado, numerado e acompanhado de um certificado de autenticidade e o prazo de entrega após confirmação de aquisição é de um mês.