O Atelier: Bela Silva

14 Novembro 2020 - 9 Janeiro 2021

 Temos o gosto de anunciar a exposição O Atelier” primeira exposição individual de Bela Silva na galeria. A inauguração terá́ lugar no próximo dia 14 e 15 de Novembro, entre as 9h-12h30, respeitando as indicações da DGS no quadro atual de controle à epidemia Covid-19.
 
Esta exposição surge na sequência de uma vontade da artista de renovar o seu atelier em Lisboa. Isto, permitir-lhe-ia repartir o seu tempo entre Lisboa e Bruxelas, cidade que lhe tem servido como base nos últimos 8 anos. Procurava para isso um local onde pudesse armazenar todas as peças e desenhos que foi conservando ao longo dos anos, durante o período de renovação. Dessa necessidade surgiu a ideia de recriar a atmosfera do estúdio na galeria permitindo ao publico em Lisboa um acesso privilegiado e inédito às peças do seu Atelier.
 
A exposição apresenta as várias facetas do trabalho de Bela Silva, às incontornáveis peças em cerâmica juntam-se um raro conjunto de desenhos de grande e de pequeno formato realizados entre 1995 e 2020. Um fio condutor liga as peças mais barrocas às mais utilitárias e cria um movimento pleno de poesia característico do trabalho de Bela Silva, incansável observadora do mundo.
 
Bela Silva é uma artista do Mundo e o seu percurso pessoal e artístico é o reflexo disso mesmo. O seu caracter nómada leva-a a trocar nos anos 1990, Lisboa pela Universidade de Norwich, em Inglaterra.  
 
A personalidade curiosa e plena de energia de Bela Silva é favorável ao encontro e à descoberta  de novos lugares. É assim que alguns anos mais tarde, a artista parte para os Estados Unidos. Inicialmente, estabelece-se em Chicago onde estuda no prestigioso Art Institute, e alguns anos mais tarde em Nova Iorque, onde viveu e trabalhou como ilustradora para o New York Times. A sua experiência americana foi determinante na sua formação e neste seu inicio de carreira.
 
O trabalho de Bela Silva está representado em diversas coleções internacionais tanto privadas como institucionais. Destacam-se exposições na Ann Nathan Gallery,  Rhona Hoffman Gallery, ambas em Chicago. Em Portugal, no Museu do Azulejo de Lisboa, Museu Anastácio Gonçalves em Lisboa, Palácio da Ajuda e Fundação Ricardo Espírito Santo. Importantes exposições tiveram também lugar na China e no Japão. Bela Silva participou em exposições coletivas de azulejos no Brasil, Espanha e França. Realizou oficinas de cerâmica no Japão e em Marrocos, tendo frequentado residências artísticas em Kohler, Wisconsin, EUA, na Fábrica Bordalo Pinheiro, Caldas da Rainha e na Fábrica Viúva Lamego, em Sintra.
 
Criou várias obras de arte públicas, nomeadamente painéis de azulejos para a estação de metro Alvalade, em Lisboa, painéis para os jardins do Centro Cultural Sakai no Japão,  painéis para a escola João de Deus, nos Açores. Bela Silva realizou vários projetos de painéis em cerâmica de grandes dimensões para vários colecionadores privados em Lisboa, Paris e Bruxelas. Parcerias de longa data com prestigiosos designers e arquitetos que admira tem permitido à artista realizar importantes projetos em cerâmica de grandes dimensões.
 
Bela Silva tem também colaborado com diversas marcas de prestígio nos últimos anos. Destacamos o convite que lhe foi estendido em 2018 pela casa Hermès para conceber um dos seus míticos Carré de Soie, tornando-se assim a primeira portuguesa a colaborar com esta importante instituição Francesa. Mais recentemente, em 2020, a colaboração com a marca francesa Monoprix encontrou um vivo sucesso.